Línguas Maternas: Dos povos originários do Brasil à diáspora dos povos africanos

IMG_20190216_122855_367

No ano internacional das Línguas Indígenas, atentamos para a língua como mecanismo de acesso à identidade étnica e cultural de um povo. Ela consegue fazer recortes que mostram os lugares social e cultural dos indivíduos em extensões geográficas e estratificadas na comunidade. A Língua tem a capacidade de revelar a identidade de um grupo de indivíduos, seus rituais e o modus operandi de cada grupo. A Língua marca a presença de um povo, por isso, a importância de se preservar, revitalizar e sistematizar as línguas dos Povos Originários, com vistas à manutenção de seus territórios físicos e simbólicos, bem como para que eles nunca esqueçam sua identidade.

Comunicação:
Aline Rochedo Pachamama- Churiah Puri: Línguas Mátrias dos Povos Originários- Tensões entre dominação e resistência.

Tapixi Guajajara- Povos Originários são cidadãos bilíngues: a realidade vivida por indígenas dentro e fora das aldeias.

Benedito de Sales- A importância da linguística na preservação das línguas indígenas do Brasil.

Charlene Carvalho Soares- A Língua Yorubá e a sua importância para os rituais religiosos

Encerraremos com um círculo de cânticos indígenas.

Quando: 26/02/2019, às 18h

Informações: pachamamaeditora@gmail.com

Participação gratuita.

Detalhes da Agenda

Onde: Espaço Educação do Museu da República
Período: 26 Fev, 2019 a 26 Fev, 2019

Publicado como: Agenda