Republicando: Boletim Mensal – Abril/2014

ImagemPrincipal
Cineclube Cinema e História 50 Anos do Golpe Militar

O Museu da República inaugurou no dia 1º de Abril o “Cineclube Cinema e História Silvio Tendler”, um espaço para exibição de documentários e debates.

O lançamento teve o apoio da “Mostra de Cinema Marcas da Memória”, da Comissão de Anistia do Ministério da Justiça. Durante cinco dias serão exibidos documentários que tratam da luta contra a Ditadura militar no nosso País. Começamos, no dia 1º, com a exibição do filme “Os militares que disseram não”, de Sílvio Tendler. No dia 02 será a vez de “advogados contra a ditadura”, também do Sílvio Tendler. No dia 03 vamos passar o filme “Repare bem”, de Maria Medeiros. No dia 04 vamos exibir “Eu me lembro”, de Luiz Fernando Lobo e no dia 05 o filme “Duas Histórias”, de Ângela Zoé.

O Cineclube vai funcionar duas vezes por mês, sempre exibindo documentários e com debates com convidados depois dos filmes.

E no final de Abril teremos também o relançamento do livro “Os boêmios Cívicos – A assessoria econômico-política de Vargas (1951-54)”, com organização de Marcos Costa Lima, com direito a debate sobre essa assessoria, que se reunia até de madrugada no Palácio do Catete e foram idealizadores das instituições e empresas públicas que consolidaram o Estado brasileiro moderno.


João Motta

Durante o regime militar, diversos acontecimentos importantes ocorreram no mês de abril. Em 1º de abril de 1964, o Golpe de Estado que derrubou o presidente João Goulart se consolidou. O Presidente, diante do movimento militar, deslocou-se para Brasília e depois para o sul do País, para tentar organizar uma resistência. Na madrugada do dia 2 de abril, a Presidência da República foi ilegalmente declarada vaga – pois o Presidente ainda estava no País. Diante do fato consumado, Jango retirou-se para o exílio, onde ficou até sua morte, em 1976.

Em 1977, diante da possibilidade de uma nova derrota eleitoral para a oposição, o regime militar instituiu o Pacote de Abril, que fechou o congresso e trouxe várias alterações legislativas para impedir o crescimento dos opositores do regime, instituindo, entre outras disposições, os mandatos “biônicos”, parlamentares escolhidos pelo presidente, que possibilitaram maior controle do congresso nacional pelo regime.

Em 30 de abril de 1981, ocorreu o Atentado do Riocentro. Visando impedir o processo de redemocratização, militares radicais planejaram um atentado terrorista num festival de música em homenagem ao dia do trabalhador. O crime só não foi consumado porque uma das bombas explodiu dentro do carro dos autores do atentado, matando um sargento e ferindo gravemente um capitão do exército. O governo ainda tentou abafar o caso, mas as investigações mostraram a participação dos órgãos de inteligência do Estado. Contrariamente à expectativa dos seus autores, esse episódio serviu para fortalecer ainda mais o processo democrático brasileiro.


Marcus Macri

Agenda de Abril

Dia 1
50 ANOS DEPOIS DO GOLPE e Inauguração do Cineclube Cinema e História Silvio Tendler Evento que integra as atividades dos 50 ANOS DEPOIS DO GOLPE, parceria da Comissão da Verdade e Ministério da Justiça, com a exibição do longa-metragem “Militares da Democracia: os militares que disseram NÃO”.
Local: Pátio Interno
Horário: 20h às 22h

Dia 2
Exibição do filme “Advogados contra a Ditadura” Direção de Silvio Tendler.
Local: Auditório Apolônio de Carvalho
Horário: 20h

Dia 3
Exibição do filme “Repare Bem” de Maria de Medeiros.
Local: Auditório Apolônio de Carvalho
Horário: 20h

Dia 4
Exibição do filme “Eu me lembro” de Luiz Fernando Lobo
Local: Auditório Apolônio de Carvalho
Horário: 20h

Dia 5
Exibição do filme “Duas Histórias” de Ângela Zoé
Local: Auditório Apolônio de Carvalho
Horário: 20h

Dias 2 a 6, 8 a 13, 15 a 20, 22 a 27, 29 e 30
Seresta no Museu
Local: Pátio Interno
Horário: 18h às 20h30

Dias 7, 14 e 28
Pólo Rio Carioca
Local: Auditório Apolônio de Carvalho
Horário: 18h30 às 20h

Dias 7 a 11
Apresentação de Trabalho de Conclusão de Curso dos alunos da UFRJ
Local: Auditório Apolônio de Carvalho
Horário: 9h às 17h

Dia 8
Lançamento do livro “O Círculo do Olhar”
Local: Varanda do Museu
Horário: 19h

Dias 11
Semana Nacional de Humanização – Saúde e Cultura Encontro em comemoração aos 10 anos da Política Nacional de Humanização do SUS (PNH).
Local: Pátio Interno e Cineclube Cinema e História Silvio Tendler.
Horário: 16h

Dia 14
II Encontro Regional do PNEM no Rio de Janeiro Debate e recebimento de propostas sobre o Programa Nacional Museal.
Local: Cineclube Cinema e História Silvio Tendler
Horário: 9h às 17h

Dia 15
Música no Museu
Local: Auditório Apolônio de Carvalho
Horário: 12h30 às 14h

Dia 17
Lançamento do documentário “Tancredo a Travessia”, de Silvio Tendler seguido de debate com: Silvio Tendler e Demerval Pereira
Local: Cineclube Cinema e História Silvio Tendler
Horário: 19h às 21h

Dia 19
Um Brinde à Poesia no Coreto
Local: Coreto
Horário: 15h às 18h

Dia 24
Os Boêmios Cívicos – Mesa redonda
Local: Auditório Apolônio de Carvalho
Horário: 18h

Dia 24
Um Brinde à Poesia
Local: Espaço Educação
Horário: 19h às 21h

Dia 27
Feira de Fotos
Local: Jardins
Horário: 8h às 18h

Dia 28
Lançamento do livro “Violência contra a mulher é crime! A lei Maria da Penha e um trabalho de grupo com agressores”
Local: Varanda do Museu
Horário: 19h

Dia 29
XVII Jornada Republicana “Museus Indígenas no Brasil”
Local: Cineclube Cinema e História Silvio Tender
Horário: 18h às 21h

Dia 30
Lançamento do livro “O Guerreiro Invisível e outros contos do tempo, uma antologia da Tradição Viva”
Local: Varanda do Museu
Horário: 19h


Exposição “Trabalho, Luta e Cidadania – 70 anos da CLT”
Local: Museu da República/Palácio do Catete – setor de exposições temporárias
Horários de visitação: de Terça a Sexta-feira – 10h às 17h
Sábados, domingos e feriados – 11h às 18h

Exposição A Res Publica Brasileira
Mostra permanente sobre a História da República no Brasil
Local: Palácio do Catete/ Museu da República
Horário de visitação: Terça a sexta-feira – de 10h às 17h
Sábados, domingos e feriados – de 11h às 18h

Exposição Mulheres Palacianas – do Catete ao Alvorada
Local: Alameda do Jardim do Museu
De 08 de março/2014 a 27 de abril/2014
Horário de visitação: de 08h às 18h