Republicando: Boletim Mensal – Março/2014

ImagemPrincipal
Museu e Memória Política 50 Anos do Golpe Militar

Há 50 anos, no dia 31 de março, o Brasil mudou a sua história política com um golpe imposto pelos militares, que instalaram no país uma das mais cruéis ditaduras da América do Sul.

A censura, a tortura, os assassinatos e desaparecimentos de opositores do regime fizeram parte dessa trajetória, que acompanhou os brasileiros por mais de vinte anos.

Até hoje, dizem que o Brasil é um país sem memória. Será que isso ainda é verdade? Será que vamos esquecer, apagar tudo o que aconteceu naquele período de terror e obscurantismo?

A XVI Jornada Republicana, que está retornando nesse mês de março, vem discutir exatamente esse tema: “MUSEU E MEMÓRIA POLÍTICA: 50 ANOS DO GOLPE DE 64”.

Esta história, que não pode nunca ser esquecida, também está contada na exposição permanente “A RES PUBLICA BRASILEIRA”, no terceiro andar do Palácio do Catete, no Museu da República.


João Motta

Em 31 de março de 1964, teve início um golpe civil-militar que, em 1º de abril do mesmo ano, derrubou o governo do presidente João Goulart. Após dois anos de gestão conturbada e num clima de crescente radicalização por parte de políticos e partidários de direita e esquerda, setores do Exército, em articulação com parte da sociedade civil, resolveram depor o presidente do país a pretexto de frear uma pretensa “revolução comunista”.

Em seu governo, João Goulart enfrentou todo tipo de dificuldades: eleito vice-presidente de Jânio Quadros em 1960, tornou-se presidente da República após a inesperada renúncia do presidente, em 1961. Quase teve sua posse impedida por setores militares; conviveu com a permanente oposição de grande parte da imprensa; lidou com greves incessantes.

Sua aproximação com setores de esquerda provocou descontentamento e medo de setores conservadores da sociedade, de que estivesse se desenvolvendo no Brasil uma revolução comunista.

Na madrugada do dia 31 de março de 1964, o general Olímpio Mourão Filho deslocou suas tropas de Minas Gerais para o Rio de Janeiro com o objetivo de derrubar o presidente Jango, como parte de um golpe que deu início ao período de 21 anos de ditadura civil-militar no Brasil.


Marcus Macri

Agenda de Março

Dias 10, 17, 24 e 31
Polo Rio Carioca – reunião de empresários com integrantes da sociedade civil organizada dos bairros do Catete, Glória, Flamengo e Laranjeiras, para ações e projetos que visam o fortalecimento e o desenvolvimento desta região, no âmbito da gastronomia, cultura e comércio.
Local: Auditório Apolônio de Carvalho
Horário: 18h30 às 20h

Dias 7, 10, 12, 14, 17, 19, 21, 24, 26, 28, 31
Academia Carioca/ Clínica da Família – atividades laborais com acompanhamento de especialistas
Local: Jardim Histórico
Horário: 9h às 10h30

Dias 7, 9, 14, 16 e 21
Temporada “Rio é Rua” – programação diversificada envolvendo números cômicos, musicais e de habilidades circenses. Parceria com o Teatro de Anônimo, com diversos grupos de artistas residentes no Rio de Janeiro
Local: Jardim Histórico do Museu da República
Horário: 11h

Dia 15
Z-DAY – evento anual global, com o objetivo de difundir ideias e propostas relacionadas à sustentação global por meio de palestras, intercaladas com vídeos de curta duração.
Local: Espaço Educação
Horário: 14h às 20h

Dia 15
Um Brinde à Poesia Coreto – encontro de poetas com declamação e apresentação musical
Local: Coreto
Horário: 15h às 17h30

Dia 21
Projeto “Música no Museu”
Músicos: Fernanda Cruz (piano) – Programa: Clara Schumann, Najla Jabor, Dinah Menezes, Cecília Guimarães, Virginia Fiuza, Diva Lyra e Chiquinha Gonzaga
Local: Auditório Apolônio de Carvalho
Horário: 12h30 às 14h

Dia 25
XVI Jornada Republicana – “Museu e Memória Política – 50 anos do Golpe de 64”
Local: Espaço Educação
Horário: 18h

Dia 27
Um brinde à Poesia Rio – encontro de poetas com declamação e debates
Local: Espaço Educação
Horário: 19h às 20h30

Dia 29
Instituto Ecológico Aqualung – Curso: Meio Ambiente e Sustentabilidade
Local: Espaço Educação
Horário: 8h às 18h

Dias 29 e 30
Feira de Artesanato – exposição e comercialização de produtos artesanais da região do estado do RJ, sob a coordenação da Secretaria estadual de Desenvolvimento Econômico, Energia, Indústria e Serviços
Local: Jardim Histórico do Museu da República
Horário: 10h às 18h

Dias 30
Feira de Fotografias
Local: Jardim Histórico do Museu da República
Horário: 8h às 18h


Exposição “Trabalho, Luta e Cidadania – 70 anos da CLT”
Local: Museu da República/Palácio do Catete – setor de exposições temporárias
Horário: de Terça a Sexta-feira – 10h às 17h
Sábados, domingos e feriados – 11h às 18h

Exposição A Res Publica Brasileira
Mostra permanente sobre a História da República no Brasil
Local: Palácio do Catete/ Museu da República
Horário de visitação: Terça a sexta-feira – de 10h às 17h
Sábados, domingos e feriados – de 11h às 18h

Exposição “ficções:”, do artista plástico Jozias Benedicto
Local: Galeria do Lago/ Museu da República
De 15 de dezembro/2013 a 16 de março/2014
Horários: de terça a sexta-feira, das 10h às 12h e das 13h às 17h
Sábados, domingos e feriados, das 11h às 18h – Entrada franca

Seresta no Jardim
Dias: de 6 a 10, de 11 a 16, de 18 a 23 e de 25 a 30
Local: Jardim do Museu da República – Pátio interno
Terça a sexta-feira – de 18h às 20h:30
Sábados e domingos – de 15h às 18h