LANÇAMENTO DO LIVRO Do Palácio ao Museu: a Trajetória Pedagógica do Museu da República

Com apresentação da pesquisa, no dia 16/11/2105, às 14 h, no Museu da República.

“Do Palácio ao Museu: a trajetória pedagógica do Museu da República, do governo bossa nova à ditadura civil-militar (1960-1977)” é fruto do resultado da pesquisa de Pós-doutorado em Educação realizada na PUC-RJ, por Kátia Frecheiras, educadora, filósofa, professora, gestora de Rede de Educadores em Museu do RJ e pesquisadora do Museu da República.
Sede do Poder Republicano por cerca de 64 anos, o Palácio do Catete, atual Museu da República, foi construído entre 1858 e 1867 para ser residência do Barão de Nova Friburgo. Com a transferência da Capital Federal para Brasília em 1960, Juscelino Kubtischek encerrou a era presidencial e deu início a organização para abrigar o Museu da República, que foi inaugurado em 15 de novembro do mesmo ano.
Desde então o Museu da República deu início a atividades educativas junto ao seu público.
O livro examina o legado pedagógico do MR, desde a sua criação em 1960 até 1977, final da gestão de Ecyla Castanheira Brandão, museóloga considerada referência no campo da museologia brasileira e uma das pioneiras na criação de serviços educativos em museus no país.
O livro pretende suprir uma demanda solicitada, há muito tempo, por pesquisadores, estudantes e demais interessados, que buscam conhecer e aprofundar os conteúdos e práticas desenvolvidas nos setores educativos dos museus, além de embasar, cientificamente, com pressupostos teóricos, a estreita relação Museu e Educação

Com um olhar diferenciado – e infelizmente, ainda pouco usual entre nós – para essas instituições de memória (os museus), o livro vem preencher uma enorme lacuna que considere a função pedagógica que lhes é inerente, pois ainda não dispúnhamos de um trabalho sério de pesquisa, que reconstruísse a trajetória pedagógica desse museu que é um marco na História da nossa cidade, sede de Impérios, Capital da República, Estado da Guanabara e capital da cidade do Rio de janeiro, que neste ano de 2015, comemora os seus 450 anos.

A Educação Museal vem, recentemente, se fortalecendo e se organizando no Brasil.
O livro de Kátia Frecheiras é fundamental para a consolidação desse campo, num país que valoriza tão pouco a memória e as instituições de cultura em geral.

SERVIÇO
Local – Sala Multimídia do Museu da República
Dia – 16/11/2015 (segunda-feira)
Horário – 14:00 horas

convitecoretocerto