Republicando: Boletim Mensal – Agosto/2015

ImagemPrincipal
Rio de Janeiro – Baía de Guanabara – Luís Ribeiro Paisagem vista do Museu

O Museu da República acaba de receber um belo presente da Receita Federal: O quadro “Rio de Janeiro – Baía de Guanabara”, do artista plástico Luís Ribeiro, de 1899. Ele faz parte de uma série de apreensões de bens culturais feitas pelo governo, e que foram destinadas aos museus. A obra apresenta uma cena marítima da então Capital Federal, nos primeiros momentos da recém-instaurada República. E neste mês de agosto, dentro do projeto “Rio 450 anos de contemplação e cidadania”, vamos apresentar no Jardim do Museu o lançamento de uma instalação artesanal desenvolvida pelos artesãos do projeto RioEcoSol, da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico Solidário.Teremos também a “Maratona Cultural Cidade Olímpica”, programação que integra o calendário da Prefeitura do Rio de Janeiro, marcando a data de um ano para o início das Olimpíadas 2016.

O nosso Cineclube Cinema e História Silvio Tendler vai exibir três curta-metragens:“J.Carlos”, “Sujeito Oculto” e “Haroldo Costa”. Todos com direção de Silvio Tendler, que estará presente no debate após a exibição dos documentários.

Teremos feira de fotografias, com exposição de profissionais da Associação de Fotógrafos do Rio de Janeiro, o espetáculo “Entre o amor e a espada”, baseado na literatura de cordel, o projeto “Música no Museu – concerto de inverno 2015”, com execução de obras de Villa-Lobos, João Pernambuco e Dilermando Reis, além da apresentação da “Cyclophonica Orquestra de Câmara de Bicicletas”.

E a nossa XXVI Jornada Republicana terá com tema “Justiça e Movimentos Sociais”, uma mesa-redonda com a presença de convidados.

As cidades interessam aos museus não porque eles estão dentro delas. O interesse tem outra razão: com as cidades, os museus aprendem a atribuir sentidos e valores. As cidades ensinam aos museus o significado profundo da palavra patrimônio.

Algumas partes da cidade vão acumulando tantas histórias que acabam se agrupando e formando uma paisagem, ao mesmo tempo material e imaterial. No caso do Rio de Janeiro, a paisagem da cidade deve muito à Baía de Guanabara. Essa parte da geografia carioca tem sido palco de conflitos e festas, retrocessos e avanços, tudo isso captado também pela sensibilidade dos artistas. Cantada em verso e prosa, fotografada, pintada, filmada, a Baía deixou de ser um acidente geográfico para se tornar símbolo da própria cidade.

Foi decisiva a contribuição da Baía de Guanabara para que o Rio de Janeiro recebesse da Unesco, em 2012, o título de Patrimônio Mundial como paisagem cultural urbana. O título é, ao mesmo tempo, um reconhecimento e uma advertência. Ele reconhece a originalidade com que os usuários da cidade souberam associar a cultura à natureza; e adverte para o fato de que a paisagem não deve ser apenas contemplada, mas preservada de forma sustentável e tratada como objeto de reflexão.

Marcelo de Souza Pereira

Agenda de Agosto

Dias 5, 7, 12, 14, 19, 21, 26 e 28
Academia Carioca/Clínica da Família
– atividades de ginástica laboral, com acompanhamento de profissional especializado do Posto de Saúde do Catete
Local: Jardim Histórico do Museu da República
Horário: 9h às 10h30

Dia 3
Projeto Cinencontro

Local: Espaço Multimídia
Horário: 19h

Dia 4
Projeto Música no Museu
– concerto de inverno 2015. No programa, Villa-Lobos, João Pernambuco e Dilermando Reis. Com Adriana Ballesté, ao violão.
Local: Auditório Apolônio de Carvalho
Horário: 12h30 às 14h

Dias 1, 2, 8, 9, 15, 16
Espetáculo “Entre o Amor e a Espada”,
de José Carmelo de Melo Resende. Baseado na literatura de cordel, buscando recriar e reinterpretar expressões culturais, como danças de roda e o maculelê. Produzido e realizado pela Bubuia Companhia de Teatro.
Local: Jardim Histórico do Museu da República, em frente ao Museu do Folclore Edison Carneiro
Horário: 16h

Dias 4,11,18 e 25
Curso de Filosofia “Marx e Deleuze; capitalismo e subjetividade”,
ministrado pelo Prof. Bruno Cava
Local: Auditório Apolônio de Carvalho
Horário: 18h às 20h

Dias 8 e 9
Maratona Cultural Cidade Olímpica
- programação integrante do calendário da Prefeitura do Rio de Janeiro, para marcar a data de um ano para o início das Olimpíadas 2016.
Local: Aleia paralela à Rua Ferreira Viana, em frente ao Museu do Folclore Edison Carneiro
Horário: 11h

Dias 8 e 9
Projeto RIO 450 anos de contemplação e cidadania
- lançamento da Instalação Artesanal desenvolvida pelos artesãos do Projeto RioEcoSol, da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico Solidário, sob a coordenação do artista plástico Cocco Barçante.
Local: Aleia paralela à Rua Ferreira Viana, em frente ao Museu do Folclore Edison Carneiro
Horário: 11h

Dia 15
Lançamento de livro: “Fractura – poesias”,
de Kátia Afonso Silva Loureiro
Local: Jardim Histórico do Museu da República (Coreto)
Horário: 10:30h

Dia 15
Campanha Nacional contra a Poliomielite
– vacinação organizada pela Secretaria Municipal de Saúde
Local: Paqruinho
Horário: 8h às 17h

Dia 25
XXVI Jornada Republicana
- mesa-redonda com o tema “Justiça e Movimentos Sociais”, com a presença de convidados.
Local: Espaço Multimídia
Horário: 18h

Dia 27
Cineclube Cinema e História Silvio Tendler
– - exibição dos filmes “J. Carlos”, “Sujeito Oculto – na rota do Grande Sertão” e “Haroldo Costa”, documentários dirigidos por Silvio Tendler. Em seguida, debate com a presença de convidados.
Local: Cineclube Cinema e História Silvio Tendler (Espaço Multimídia)
Horário: 18:30h

Dia 30
Feira de Fotografias
- exposição de fotos com profissionais da Associação de Fotógrafos do Rio de Janeiro
Local: Aleia paralela à Rua Silveira Martins
Horário: 8h às 18h

Dia 30
Cyclophonica Orquestra de Câmara de Bicicletas

Local: Jardim Histórico do Museu da República
Horário: 11h às 12h


Exposição “Saio da vida para entrar na memória” – Mostra de objetos, documentos históricos e jornais da época do suicídio do ex-presidente Getúlio Vargas, ocorrido em agosto de 1954.
Local: Museu da República/Palácio do Catete – Sala de Exposições Temporárias
Horário: de Terça a Sexta-feira – 10h às 17h
Sábados, domingos e feriados – 11h às 18h

Exposição “Por um beijo da Guanabara”
Local: Museu da República – 1º andar
Horário: 8h às 18h

Exposição “Inmersión/Imersão ”, de Klaudia Kemper e Ana Kemper
Curadoria: Isabel Sanson Portella
Local: Galeria do Lago – Museu da República
Duração: de 14 de julho a 16 de agosto
Horário: Terça a sexta das 10h às 12h e das 13h às 17h
Sábados, domingos e feriados das 11h às 18h
Entrada Franca

Seresta no Museu – Dias 1 e 2, 4 a 9, 11 a 16, 18 a 23 e 25 a 30
Local: Museu da República – pátio interno
Terça a sexta-feira – de 17h às 20h
Sábados e domingos – de 15h às 18h


VISITEM O NOVO SITE DO MUSEU DA REPÚBLICA:
museudarepublica.museus.gov.br