Instituto Brasileiro de Museu

Museu da República

Confira a programação do Museu da República na 20ª Semana de Museus

publicado: 12/05/2022 15h26, última modificação: 17/05/2022 17h05

Mais de 800 museus em 379 cidades participam da 20ª Semana de Museus, cujo tema este ano é “O Poder dos Museus”. De 16 a 22/5, os museus programam shows, seminários, exposições, sessões de cinema, visitas mediadas, debates, lançamentos de livros, workshops, festivais, entre outras atrações, numa extensa programação disponível no guia da programação

No Museu da República, atividades diárias estão previstas durante a Semana de Museus. Confira abaixo a nossa programação:

• 01/05/2022 – 11h às 16h30 | EXPOSIÇÃO

Abertura da exposição “Pertencer e mudar”, seguida de cerimônia de entrega de certificado para as artistas. Realização: Rede NAMI – organização que usa as artes para promover direitos.  

•14/05/2022 – 13h às 15h | OFICINA

Oficina de empatia, realizada pela Rede NAMI, busca trabalhar a autoestima das mulheres por meio da arte e da conexão entre as pessoas. Aberta ao público, com pré-inscrição.  

•16/05/2022 | AÇÃO EDUCATIVA

Abertura da Sala de Leitura, no Palácio do Catete, e da Salinha de Leitura, no Coreto, espaços destinados à promoção da leitura, troca-troca de livros, rodas de conversa, para os públicos adulto e infantil.  

•16/05/2022 | EXPOSIÇÃO VIRTUAL

A página do Museu da República no Google Arts & Culture lança hoje duas novas esposições virtuais:

A exposição virtual “A Guerra de Canudos na Coleção Flávio de Barros” apresenta algumas das 68 fotos tiradas em 1897 pelo fotógrafo baiano Flávio de Barros durante os momentos finais da Guerra de Canudos, no sertão da Bahia. São os únicos registros conhecidos de um dos mais sangrentos conflitos da história do Brasil República. Além da exposição, a página do Museu da República no Google Arts & Culture disponibiliza uma seleção de 40 fotos pertencentes à Coleção Flávio de Barros. Já a exposição virtual “Salões do Palácio do Catete: o Salão Nobre” apresenta os elementos decorativos da sala onde eram realizados bailes, recepções e a posse dos Presidentes da República, entre 1897 e 1960. Dentre esses elementos, destacam-se os afrescos do friso que retratam cenas da história do deus Apolo, da mitologia greco-romana.

•16/05/2022 a 20/05/2022 – 10h às 17h

Análise físico-química do painel de Antônio Parreiras e Décio Villares, no Salão Amarelo do Palácio do Catete, em parceria com o IFRJ, para criação de um banco nacional de análises de bens culturais.  Através das análises realizadas pelo laboratório móvel é possível investigar a paleta de pigmentos, que compõem a obra e o processo criativo empregado pelo artista. Atualmente o laboratório móvel conta um instrumento que permite realizar uma radiografia de como os pigmentos estão distribuídos na pintura. A partir das análises será possível conhecer mais acerca do processo de criação da obra. A ação será realizada em meio a visitação, permitindo com o que público possa conhecer métodos de análises científica aplicados em obras de arte.

Salão Amarelo do Palácio do Catete, com o painel de Antônio Parreiras e Décio Villares.

17/05/2022 – 16h às 17h | RODA DE CONVERSA

Uma roda de conversa sobre a exposição “Nem sempre dias iguais”, com as artistas Yoko Nishio, Barbara Copque e Claudia Lyrio, e a curadora Isabel Portella. Na Galeria do Lago, nos jardins do Museu da República.  

•17/05/2022 – 18h às 20h | MESA REDONDA (ONLINE)

Declaração de Santiago, 50 anos depois: o Poder dos Museus. Discutirá o documento produzido ao final da Mesa-Redonda de Santiago do Chile, evento promovido pela Unesco/ICOM em 1972. Marco na busca de um novo papel para os museus junto às comunidades em que se encontram, a Declaração de Santiago iniciou uma abertura ao diálogo interdisciplinar no âmbito da Museologia e muitas das discussões desembocaram em propostas e movimentos que tem possibilitado novas experiências museais. Na Mesa Redonda virtual teremos a participação do Prof. Dr. Bruno Brulon (UNIRIO) e Yocelin Valdebenito (investigadora y académica en el Servicio Nacional del Patrimonio Cultura y docente Universidad Alberto Hurtado). A mediação será feita pelo Diretor do Museu da República, Mário Chagas.

Este evento será transmitido pelos perfis do Museu da República no Facebook e no YouTube.

18/05/2022 – 13h30 às 15h30 MESA REDONDA

O Modernismo visto a partir do Rio de Janeiro. Exibição dos documentários: Pixinguinha e a velha-guarda do samba, direção Thomaz Farkas, e Lima Barreto: mestres da Literatura, direção Mônica Simões. Ação organizada em parceria com o CPII e voltada para alunos do Ensino Médio.

•18/05/2022 – CONCURSO DE CONTOS

Denominada “Um museu de histórias”, a premiação literária, específica para contos, terá temática livre, porém cada conto deverá incluir – no principal ou no detalhe de seu texto – ao menos uma menção ao Museu da República. O Regulamento do concurso será divulgado nas redes do Museu da República a partir do próximo dia 18 de maio. 

•18/05/2022 – 16h às 17h | APRESENTAÇÃO

Apresentação da Associação Capoeira Liberdade, com Mestre Tartaruga e alunos das comunidades Pavão, Pavãozinho e Cantagalo. 

•19/05/2022 – 16h às 18h | MESA REDONDA

Neste evento online, organizado pelo Museu Palácio Rio Negro, Mario Chagas e Karina Martins conversam sobre o tema “Pensar a Estrada União e Indústria como um Museu”.   Este evento será transmitido pelos perfis do Museu da República no Facebook e no YouTube.

•20/05/2022 – LANÇAMENTO

Parceria entre o Museu do Amanhã e o Museu da República, o projeto “Entre Museus Acessíveis” convida pessoas com deficiência visual e a comunidade surda a ocuparem os museus e a cidade que os rodeia. Ao longo do projeto, grupos – previamente agendados ou inscritos -, poderão visitar o Museu do Amanhã e o Museu da República – além de percorrer de bicicleta o caminho que há entre ambos. É necessário realizar o agendamento dos grupos através do e-mail visitas@museudoamanha.org.br. 

•20/05/2022 – 18h LIVROS E DEBATE

Relançamento do livro “O livro negro dos sentidos”, organizado por Angélica Ferrarez, Jurema Araújo e Fabiana Pereira, com crônicas, poesias e contos de diversas autoras. Na pauta, o evento terá três momentos, especificados abaixo:

18h30 – 19h30

Roda de conversa: A  ilustração nos livros de literatura negra/ o contexto da construção da capa de O Livro Negro Dos Sentidos. Convidada: Val Pires. Mediadora: Jurema Araujo 

 19h30 – 20h30 

Roda de conversa: Escritores negros e mercado editorial: dificuldades, acertos, conquistas. Convidadas:   Fernanda Felisberto, Selma Dos Santos, Juh de Paula, Lourence Alves, Cristiane Sobral. Mediadora: Jurema Araujo 

20h30 – 21h30

Roda de conversa: “O sagrado no contexto de O Livro Negro Dos Sentidos- nesse livro todo mundo é d’ Oxum, ou temos Marias em cada um nós?” Convidadas: Helena Theodoro, Fabi Pereira, Miriam Alves, Angélica Ferraz, Aira Nascimento, Luciana Luz, Janete Ribeiro. Mediadora: Ana Paula Zaquieu. 

O evento será presencial, no auditório do Museu da República.


 
•21/05/2022 – 11h | PARA CRIANÇAS

Reinauguração do parquinho com a apresentação da Fanfarrinha.

 

• 21/05/2022 – 16h às 19h | RESIDÊNCIA ARTÍSTICA

Abertura da residência Casa Comum da A Cooperativa Cultural e convidados no Museu da República.  

O encontro marca o início da residência Casa Comum da A Cooperativa Cultural e convidados no Museu da República. Pessoas artistas, pesquisadoras, gestoras e curadoras se encontrarão para discutir o entrelaçamento entre práticas artísticas contemporâneas, articulações políticas e formação e instituição de comunidades. Podemos habitar uma casa comum? Ela é capaz de comportar as diferenças de uma forma mais justa? Uma outra república é possível? Têm a arte e suas instituições um papel a desempenhar nessas questões?  Mediação: Izabela Pucu (A Cooperativa Cultural) e Rafael Zacca (escola da palavra)

• 21/05/2022 – 15h às 16h30 VISITA MEDIADA

Visita mediada na exposição “Pertencer e mudar”. Realização: Rede NAMI – organização que usa as artes para promover direitos. Aberta ao público, com pré-inscrição.  

•22/05/2022 – 16h às 17h DANÇA

Aula de dança gratuita, com a presença do Embaixador do Forró, Marinho Braz e da DJ Juju, no Pátio Interno do Museu da República.